Infusões não oncológicas

O que são os medicamentos de infusão não oncológica?

O tratamento com medicamentos de infusão não oncológica ou tratamento imunobiológico é utilizado para pacientes que apresentam doenças autoimunes, combatendo as conhecidas inflamações autoimunes como as doenças de Artrite Reumatóide, Artrite Psoriásica, Artrite Idiopática Juvenil Psoríase, Asma, Doença Inflamatória Intestinal (Doença de Crohn), Espondilite Anquilosante, Esclerose Múltipla, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Urticária e em casos de Câncer.

Esse tipo de tratamento estimula o sistema imunológico do corpo, aumenta a quantidade de anticorpos e combate inflamações e determinados tipos de câncer.

Como é feita a infusão não oncológica?

Os medicamentos usados nas infusões não oncológicas são anticorpos monoclonais, que se ligam às citocinas para combater as moléculas intracelulares que causam o processo inflamatório.

Essas infusões devem ser feitas em ambiente controlado, com aplicação endovenosa ou subcutânea e, sendo realizado em clínicas, evita que o paciente precise ir até um hospital e faça com mais comodidade e conveniência as infusões, de maneira mais humanizada.

Quando da aplicação de medicamentos nas infusões, o Instituto do Câncer Brasil possui profissionais que aplicam a medicação seguindo os mais altos padrões de farmacovigilância, oferecendo um tratamento seguro e confiável.

Que tipos de efeitos colaterais pode ter a infusão não oncológica?

O uso de medicamentos imunobiológicos pode causar complicações infecciosas, alérgicas e uma variedade de efeitos colaterais que podem variar de pessoa para pessoa e de acordo com a dosagem de medicamentos utilizados, porém, os mais comumente relatados são diarreia, vômito, náusea, hipertensão, dores musculares, hipoglicemia, retenção de líquidos e fadiga.